Rauzi de Carvalho Pereira

Rauzi de Carvalho Pereira

"Lampejos de Inspiração"

Textos





             “VOCÊ NÃO ME MERECE”

- Hum! Diz que me ama, diz,
- Te amo, te amo, muito,
assim é o interlúdio entre nós,
amantes, apaixonados, entregues,
amor suado, prazeroso, úmido, ofegante,
mas quando só, me indaguei.
Que tipo de amor temos?
Que amor vivemos?
Qual é o amor real, o verdadeiro?
Abençoado, perceptível e invejado por alguns?
É o “daqueles minutos”,
ou o fora daqueles momentos?
O amor na “penúltima idade” mais espiritual, talvez,
ou o amor jovem, jovial, carnal, frenético, impulsivo,
quase inocente?
Quase inocente..., tem amor assim?
Todos amam igual?
Será o amor entre hetero, ou entre homossexuais?
Será que diferem?
Em que diferem?
Será que é o amor que recebemos dos nossos pais?
Ou o amor que damos aos nossos filhos?
Tipo de amor sem esperança de retorno de afeição,
Apenas amor altruísta.
Será o “meio amor” entre irmãos?
Meio amor, sim,
pois irmãos não se amam de fato.
Foram ensinados e orientados a amarem-se.
Mas ninguém me ensinou a te amar,
nem também me impediu, que pena!
Porém amor verdadeiro mesmo,
apenas o amor de Deus, que nos ama,
sem a gente pedir ou merecer.
Então concluo que sou Deus,
pois eu te amo assim,
sem você merecer.


Ráuzi de Carvalho Pereira
Enviado por Ráuzi de Carvalho Pereira em 15/11/2011
Alterado em 29/01/2014

Música: Ternura - Desconhecido

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras